Início Blog Os diferentes tipos de ballet

Blog

15, Mar - 2018

Os diferentes tipos de ballet

Foi na Idade Média que surgiu uma das danças mais conhecidas da humanidade. O ballet é antigo. A dança, que se consolidou nas cortes italianas do século 15, espalhou-se por toda a Europa durante o Renascimento.

 

Sua popularidade e seu desenvolvimento através dos tempos se devem a países como França, Inglaterra e Rússia, o que também deu impulso para que outros estilos de dança surgissem com o passar do tempo.

 

Sabendo um pouco da sua história vamos entendendo porque no ballet existem tantos passos com denominações francesas, por exemplo. Acontece que o ballet era muito importante durante o reinado de Luís XIV e isso influenciou na propagação dos passos com nome em francês.

 

Essas curiosidades sobre o ballet são sempre interessantes. Saber a história daquilo que se pratica é importante para compreender o todo, o passado complementando o presente e influenciando o futuro. Conheça abaixo alguns tipos de ballet e, ao final da leitura, você vai entender melhor e refletir sobre como as mudanças em nossa sociedade entrelaçam-se às nossas práticas diárias!

 

BALLET ROMÂNTICO

O mais antigo dos tipos de ballet, ficou popular na primeira metade do século 14, na mesma época em que se consolidou o movimento romântico literário.  A partir daí, com a aproximação entre ballet e literatura, as pessoas passaram a se aproximar mais desta dança e a gostar mais do ritmo.

 


Foto: La Sylphide / Reprodução

 

Características

Personagens femininas frágeis e delicadas, apaixonadas e sempre graciosas, que se expressam por meio de movimentos leves. Há um quê de mágica nos ballets românticos, considerando sua ligação com a literatura. O tutu romântico, com saia longa e toda fluida, é uma marca também deste tipo de ballet.

 

 

BALLET CLÁSSICO

O que todos conhecemos pelas aulas de ballet. É o mais ensinado e, neste estilo, as técnicas são tradicionais e os métodos de ensino podem variar de acordo com a escola.

 


Foto: Reprodução / Encontrada no Pinteresrt

 

Características

Sequências de passos, giros e movimentos mais complicados. Leva-se tempo para decorar os passos e chegar à execução ideal. Aqui o tutu já difere do usado no ballet romântico: é o tutu bandeja, uma saia de tule reta, engomada, que deixa as pernas da bailarina à mostra a fim de se vejam os passos e movimentos.

 

 

BALLET CONTEMPORÂNEO

Nos anos 1960, nos EUA, surgiu a dança contemporânea, no segmento da dança moderna. A diferença aqui é que ela não tem uma técnica única estabelecida, assim como não delimita estilo de roupas, música, espaço ou movimento. Com esta dança, vai surgindo uma nova noção do corpo e da expressão corporal, algo mais experimental. 

 


Foto: Gregory Batardon / Reprodução

 

Características

Dá-se importância à transmissão de ideias, de sentimentos, conceitos. As formas de criação, a expressividade, são mais importantes que os mecanismos definidos de uma dança.

 

 

BALLET FITNESS

Podemos considerar o ballet fitness uma novidade (já não tão novidade assim) que tomou conta das academias de dança e estabeleceu-se como uma ótima atividade para fortalecer os músculos e queimar calorias.

 


Foto: Encontrada no Pinterest / Reprodução

 

Características

Misturando passos de ballet clássico com ginástica localizada, a modalidade potencializa o exercício físico, melhora a postura e proporciona maior flexibilidade. Com exercícios na barra, agachamentos, música animada e sem exigência de vestimenta, apenas uma roupa confortável e que facilite o movimento, o ballet fitness tem

Comentários

Voltar
  • Compartilhar
Receba novidades no e-mail

Donna Dança

R. Antonio Maria Coelho, 2486
Centro - Campo Grande MS
67 3043 2552

Entre em contato