Início Blog A dança na prevenção de doenças

Blog

10, Nov - 2017

A dança na prevenção de doenças

Que dançar é bom, a gente já sabia. Alimenta a alma, melhora o corpo, transforma o mundo por meio de nuances que só esta arte tem.

 

Só que os benefícios não param por aí: recentemente, pesquisadores apontaram que a atividade, que estimula o hipocampo, melhorando o funcionamento da memória e equilíbrio, contribui para que pessoas mais velhas revertam sinais de envelhecimento no cérebro. A dança também pode contribuir no tratamento e na prevenção de Alzheimer.

 

O estudo, feito por cientistas do Centro Alemão para Doenças Neurodegenerativas de Magdeburgo, foi publicado no periódico “Frontiers in Human Neuroscience”.

Com 26 idosos participando da análise, foram feitos dois grupos: um de dança, com 14 participantes com uma média de idade de 67 anos. E uma turma que praticava exercícios de resistência e flexibilidade, com 12 pessoas – na idade média de 69 anos.

 


Fotos: http://naspontas.com.br

 

Os idosos tiveram rotinas de atividades físicas durante 18 meses. O resultado do estudo apontou que os dois grupos demonstraram melhora no funcionamento do hipocampo — região relacionada a doenças como o Alzheimer, pois é “sede” da memória e do equilíbrio do corpo humano.

 

Mas um dos grupos apresentou aumento significativo na melhora do equilíbrio: a turma de dança. Para os pesquisadores, isso está relacionado aos movimentos dançantes. 

 


Foto: Petit Danse

 

A equipe quer desenvolver agora novos programas de exercícios para ajudar na prevenção do declínio de funções mentais provocado pelo envelhecimento. É a dança mais uma vez provando seu valor para nosso desenvolvimento físico e mental!

Nosso lema: dançar!

 

 

Com informações de: Revista Galileu

Comentários

Voltar
  • Compartilhar
Receba novidades no e-mail

Donna Dança

R. Antonio Maria Coelho, 2486
Centro - Campo Grande MS
67 3043 2552

Entre em contato